Listas e indicações

7 filmes e séries para debater a diversidade sexual e o combate à homofobia

Um dos temas mais cotados para ser cobrado no ENEM de 2017 é o combate à homofobia. Além da grande visibilidade que o assunto vem ganhando, ele tem a pegada do que o exame costuma cobrar:

  • Trata-se de um problema social
  • Diz respeito a um tipo de intolerância
  • Tem sido muito discutido nos últimos anos

Quer mais um indício de que esse pode ser o tema de 2017? Há um viés brasileiro na discussão: segundo o Grupo Gay da Bahia (um dos mais antigos movimentos de luta pelos direitos LGBT em atividade), o nosso país é campeão mundial em mortes violentas causadas por homofobia.

Dada a relevância do tema, já falamos sobre o assunto duas vezes aqui no blog: em um tema para praticar e nas fichas de atualidades. Agora, dando sequência, voltamos a abordar a homofobia, desta vez, com filmes e séries que tratam sobre ela.

E como usar filmes e séries na redação?

Nos posts sobre o planejamento da redação e como argumentar, falamos muito a respeito das interdisciplinaridades e intertextualidades — que são itens obrigatórios na sua redação.

Um filme pode contar como um desses elementos e aparecer de duas formas:

  • Na introdução: é possível começar o seu texto com uma contextualização sobre o enredo ou a história de alguma personagem específica. A partir de uma breve análise do filme, dá para “puxar” o assunto para o problema social abordado, ao expor que se trata de um tema importante para o país na contemporaneidade. Em seguida, mostra-se a tese.
  • Na argumentação: usar o filme ou as situações mostradas por ele (melhor ainda se for um documentário ou uma história baseada em fatos reais) para provar um ponto de vista pode ser uma estratégia interessante. Use-o como qualquer outro tipo de prova (assim como normalmente se usa uma atualidade ou alusão histórica), justificando a parte opinativa do seu parágrafo. Não se esqueça de dar um fechamento ao parágrafo!

Agora, é hora de você saber quais filmes e séries ajudam a entender a diversidade e podem render argumentos para um tema voltado à homofobia. Vamos conhecê-los?

1. Milk

Este filme conta a história verdadeira de Harvey Milk, ativista gay que foi o primeiro homossexual declarado a ser eleito para um cargo público na Califórnia. Seu posicionamento contra a violência policial diante da comunidade gay foi um de seus principais temas de campanha. Por isso, além da questão homofóbica, “Milk” também insere elementos como direitos humanos e civis.

2. O Jogo da Imitação

Alan Turing foi o responsável por quebrar o código que os alemães usavam na 2ª Guerra Mundial. Isso possibilitou inúmeras vitórias dos Aliados e mudou o andamento do conflito. Para chegar a esse resultado, o cientista criou o que seria um protótipo do computador. Tornado herói, Turin vê sua vida virar um pesadelo quando revelam que ele é gay. Tem na Netflix.

O ator Benedict Cumberbatch interpreta Alan Turing em “O Jogo da Imitação”

3. Filadélfia

O filme retrata o início da epidemia da Aids nos Estados Unidos, nos anos 1980/1990, quando a doença ainda era cercada de muito preconceito, principalmente por ser relacionada aos homossexuais, pois esse grupo social foi muito atingido pela doença (havia até o apelido de “câncer gay”, por tamanho preconceito). Andrew é um advogado que tem um futuro brilhante numa firma conceituada quando é demitido por causas não muito claras. Ele decide brigar na Justiça para provar que sua saída foi provocada por preconceito, após saber que tinha contraído o vírus HIV.

4. Moonlight

O vencedor do Oscar de melhor filme de 2017 narra a jornada de autoconhecimento de Black, um garoto negro que cresce na periferia de Miami, num universo cercado pelas drogas e preconceito. Ao mesmo tempo em que descobre sua sexualidade, tenta buscar abrigo na sua família, mas é num estranho que vai encontrar o amor que precisa. Tem na Netflix.

Cena do filme “Moonlight”

5. C.R.A.Z.Y.

Esta comédia retrata a vida de Zac, garoto que vive com sua família em Québec, no Canadá, nas décadas de 1960 e 1970. Vamos acompanhar sua vida, da infância à juventude, na família formada ainda por quatro irmãos, sua mãe e um pai machista e homofóbico. Ao perceber sua atração por homens, Zac reprime sua homossexualidade, para ter a aprovação familiar.

6. Modern Family

Nesta série, que já tem oito temporadas, um casal de gays enfrenta o preconceito com bom humor. O pai de um deles não lida bem com a homossexualidade do filho, enquanto o casal brinca com os estereótipos da comunidade. Além disso, eles decidem adotar uma criança vietnamita. Apesar do tom leve, os episódios tratam do tema com cuidado e destacam pontos importantes para o debate. Pode ser bacana para falar sobre os novos formatos de família. Tem seis temporadas na Netflix.

O casal Mitch e Cam, de “Modern Family”

7. Glee

Uma das séries de maior sucesso recentemente, “Glee” teve seis temporadas e acabou em 2015. Com temática musical, ela acompanha um grupo de adolescentes do Ensino Médio que sofrem bullying e encontram apoio um no outro. A produção retrata os casais gays e suas performances, de forma a mostrar que a homossexualidade não é simplesmente uma fase do jovem.

Gostou da lista? Com ela, você pode se divertir e também aprender muita coisa sobre o combate à homofobia e o debate sobre a diversidade sexual. Aproveite e compartilhe este texto com seus amigos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s