Dicas para escrever, Técnicas de redação

Planejamento: o segredo para a nota 1000 na redação do ENEM

Um equívoco cometido por muitos alunos é, ao abrir a prova do ENEM e de vestibulares, querer escrever a redação de imediato, no impulso. Isso pode acontecer em função da ansiedade e do nervosismo, mas é importante se segurar nessa hora. Sim, trata-se de um erro porque, na maioria das vezes, quem começa a escrever por impulso dificilmente consegue dar continuidade ao texto até o fim.

Em geral, o que acontece é a seguinte cena: o aluno trava na metade da redação, não sabe o que escreveu até aquele momento, vai reler o texto e se sente perdido para continuar a linha de raciocínio que desenvolveu. É assim que se instala o famoso “branco”, em que o estudante não consegue se lembrar do que havia pensado enquanto escrevia. Dificilmente, o texto produzido sob essas circunstâncias tem um caráter único e coeso, como cobrado na redação do ENEM e da maioria dos vestibulares.


Mas como, então, garantir que o texto seja um conjunto único de ideias? Como conferir-lhe a tão famosa coesão? Para resumirmos a resposta a esses questionamentos em uma palavra, ela é: PLANEJAMENTO. É preciso saber os caminhos que seu texto irá percorrer e onde você pretende chegar. Conhecendo de antemão esses aspectos, a tarefa de escrever se torna mais fácil — e rápida!

O planejamento da redação do ENEM é bem mais fácil do que se possa imaginar – e não leva mais do que cinco minutinhos para ficar pronto. O passo a passo é feito em quatro palavras-chave:

TEMA, TESE, ARGUMENTAÇÃO e PROPOSTAS.

Vamos a ele?

1. TEMA

Compreender o tema é o primeiro passo para se dar bem na redação do ENEM. Quase sempre, ele é apresentado no formato de pergunta, o que facilita, por ser mais direto. É importante saber sobre o que a banca espera que você escreva. Vamos tentar entender essa estratégia usando as últimas edições como exemplos.

2015. Por que a violência contra a mulher persiste nos dias atuais?

2016 (1ª aplicação). Quais os caminhos para o combate à intolerância religiosa?

Como você pode perceber, cada pergunta conduz a um tipo de texto completamente diferente do outro. No primeiro caso, o tema não foi “violência contra a mulher”, mas sim a “persistência da violência contra a mulher”, o que obrigava o aluno a apresentar um recorte histórico. No segundo exemplo, era preciso falar sobre estratégias para diminuir a intolerância em nossa sociedade. Simplesmente dizer por que ela acontece, a princípio, não bastaria para uma nota alta.

2. TESE 

Bem, se o tema é uma pergunta, a tese pode ser entendida como a resposta a ele. Ela representa a ideia central defendida no seu texto, ou seja, seu posicionamento crítico sobre o problema apresentado. Seguindo os exemplos das redações do ENEM de 2015 e 2016, teríamos as seguintes teses:

2015. A violência contra a mulher persiste por ter raízes históricas e ideológicas. (Adaptado do texto nota 1000 da estudante Amanda Carvalho Maia Castro)

2016. O primeiro passo para combater a intolerância religiosa é reconhecer sua existência na sociedade brasileira.

3. ARGUMENTAÇÃO

Se você tem uma tese, como mostramos no item anterior, é preciso desenvolvê-la ao longo do seu texto. Existem muitas técnicas para isso, mas a mais básica e eficiente é tentar explicar, em dois parágrafos, por que sua tese faz sentido. Quais as razões que justificam seu posicionamento?

A partir disso, selecione atualidades, alusões históricas, dados ou citações que ajudem a provar o seu ponto de vista. A cada parágrafo, desenvolva um argumento e traga pelo menos uma comprovação. Baseando-nos no ENEM 2016, veja como ficaria um bom desenvolvimento para a tese do item 2:

Argumento 1. A aparente cordialidade do brasileiro esconde a discriminação e os inúmeros casos de intolerância, sobretudo contra praticantes de religiões de matrizes africanas.

Prova 1. O caso da adolescente negra apedrejada no Rio de Janeiro. Os culpados por esse crime não foram sequer punidos.

Argumento 2. Os líderes religiosos não devem proferir discurso de cunho intolerante em celebrações. Ao contrário, devem pregar aos fiéis que as religiões guardam mais semelhanças do que diferenças quando praticadas sem fundamentalismo. O comportamento do fiel é influenciado pelo líder.

Prova 2. Um pastor da Paraíba foi denunciado por quebrar imagens sagradas de religiões de matrizes africanas.

4. PROPOSTAS

As propostas de intervenção são um critério da redação do ENEM e valem, sozinhas, 200 pontos. Para elaborá-las, é preciso partir da sua argumentação. Preste bastante atenção ao que você desenvolveu no texto e procure pensar em soluções para os problemas. Lembre-se de detalhar quem seria o responsável por colocá-la em prática, seus meios de realização e os objetivos propostos. Seguindo nosso exemplo de planejamento, teríamos:

Proposta 1. O Conselho Nacional de Justiça poderia criar um órgão como um Observatório Nacional da Intolerância Religiosa, que seria responsável por mapear e divulgar os casos de intolerância no país, cobrando o rigoroso cumprimento da legislação.

Proposta 2. O Governo Federal poderia organizar fóruns ecumênicos para a integração e diálogo entre líderes religiosos de diferentes orientações, com o objetivo de prevenir a intolerância.

Voilà! A partir disso, temos um esqueleto de texto prontinho para ser usado na sua redação — basta desenvolvê-los nos seus parágrafos. Depois de elaborar todas essas ideias e de anotá-las no canto do seu rascunho, fica fácil montar o texto! E o melhor: sem “brancos” ou nervosismo exagerado e improdutivo. O resultado é um texto completamente coeso, cujas partes estão correlacionadas, pois foram pensadas em conjunto.

Gostou do material? Coloque o que aprendeu aqui em prática que você vai notar a diferença! Quanto mais praticar o planejamento, melhor sua redação fica!

Só para terminarmos: o aluno 1000 na Redação tem uma aula específica para cada uma das palavras-chave aqui apresentadas, com estratégias e dicas de elaboração. Também quer ter a sua? Entre em contato agora!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s