Temas de redação

Tema de redação para o ENEM: desafios da educação pública no Brasil

Apontada frequentemente como o principal problema brasileiro, a educação pública oferecida a crianças e adolescentes no país tem qualidade questionável. Prova disso é que o Brasil fica na lanterna de importantes rankings que medem o conhecimento em diferentes idades, como o Pisa (Programme for International Student Assessment).

Discutir sobre os principais desafios desse setor é importante para o país.  Não descartamos, portanto, que eles possam aparecer como tema do ENEM, sobretudo se pensarmos na recente implantação da Reforma do Ensino Médio.

Muitos são os caminhos possíveis para escrevermos sobre a educação brasileira, mas saltam aos olhos a falta ou a ineficiência de políticas públicas recentes capazes de transformar o ensino e garantir mais oportunidades a jovens em situação de vulnerabilidade.

Neste sentido, a Reforma é uma tentativa de melhoria, mas malsucedida na maneira de ser implantada — o que provocou as ocupações em escolas secundaristas no ano passado.

Cartaz em escola pública ocupada por estudantes do Ensino Médio

Entre tantos desafios, há, no país, uma inversão de valores: existem escolas públicas de qualidade (como os institutos federais e escolas técnicas), mas as vagas são tão disputadas que não alcançam quem deveriam — os jovens em situação de risco. Percebe-se que nas comunidades de maior precariedade, exatamente onde deveriam ser oferecidas mais chance aos jovens por meio da educação, as escolas apresentam os piores índices de qualidade.

Além disso, faltam estrutura física e humana. Instalações precarizadas, falta de material didático e de apoio são queixas frequentes de alunos e professores, bem como a falta de professores bem preparados para o processo de ensino. Por isso, talvez seja válido até discutir a qualidade da formação oferecida aos futuros professores, nos cursos de licenciatura. A falta de cursos de atualização e reciclagem para os profissionais já em atuação também pode ser trazida à tona.

Enfim, como pode-se observar, o problema é complexo e merece reflexão. Para o seu texto, leve em consideração os textos de apoio abaixo. A proposta vem em seguida:

Texto 1. Uma pesquisa revela que apenas 8% dos brasileiros entre 15 e 64 anos são capazes de se expressar e de compreender plenamente. Ou seja, só essa pequena parcela domina de fato o português e a matemática. Segundo o estudo “Analfabetismo no Mundo do Trabalho”, uma parceria do Instituto Paulo Montenegro (IPM) e a ONG Ação Educativa, a população tem 27% de analfabetos funcionais nessa faixa etária.

Texto 2. De acordo com a maioria dos jovens que está cursando o Ensino Médio (71,4%), a principal motivação para cursar a etapa é estar preparado para o vestibular. Para os jovens, portanto, o significado da etapa está mais atrelado à passagem para a Educação Superior do que à formação para a vida ou ao preparo básico para o mundo do trabalho.

Esse fato pode ter consequências negativas quando, apesar da intenção, muitos não conseguem seguir o caminho desejado, pois 86% alegam ter alguma dificuldade para continuar estudando, sendo que 42% afirmam ter obstáculos financeiros e 19% problemas em conciliar trabalho e estudos.

Texto 3.  Segundo as organizações parceiras do Observatório do Plano Nacional da Educação, é preciso priorizar:

  • O aprimoramento da transparência e da governança
  • A formação inicial e continuada dos professores
  • A valorização salarial e da carreira docente
  • A redução das desigualdades
  • A garantia do acesso em estabelecimentos com infraestrutura digna para alunos e profissionais da Educação

Nesse sentido, é importante que as políticas públicas sejam desenhadas tendo em seu centro a redução das desigualdades, com o direcionamento de mais e melhores insumos educacionais justamente para as localidades e segmentos populacionais que mais precisam.

Texto 4. A reformulação da etapa do Ensino Médio propõe ampliação de tempo na escola e flexibilização de formação nessa etapa — uma parte será comum a todos os estudantes e outra seguirá uma das cinco modalidades: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional.

A medida é importante, pois toca em um assunto sensível à educação brasileira: aumentar a atratividade do Ensino Médio, que é retratada por pesquisas com juventude e especialistas como uma etapa desconectada das principais mudanças pelas quais os jovens têm passado.

O principal ponto de divergência em relação à reforma é sua proposição ter sido feita via medida provisória que limita o debate e acabou por provocar reações contrárias. O governo, por sua vez, se defende dizendo que o assunto pedia urgência e, portanto, a MP seria o caminho viável.

Texto 5.

Observatório do Plano Nacional da Educação (OPNE)

PROPOSTA DE REDAÇÃO

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Quais os principais desafios da educação no Brasil?”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

*****

Escreva agora sobre o tema e depois envie para a gente corrigir. Conheça o serviço de correção da 1000 na Redação e receba uma avaliação do seu texto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s